jornalista1

Adolescente mata família e escreve "ódio" em parede com sangue

Vítimas eram avós e primos do rapaz de 16 anos

adolescentematafamiliaUma tragédia abalou nesta sexta-feira (7 de agosto) a população de Marilândia do Sul, no norte do Paraná. É que quatro pessoas da mesma família foram assassinadas no Sítio Santo Antônio, no Distrito de São José. O autor da bárbarie foi um adolescente de 16 anos. As vítimas, os avós de 52 e 56 anos e dois primos de 11 e 8 anos.

De acordo com a polícia, o menor utilizou um machado, um martelo e um taco de beisebol para cometer os homicídios. O crime teria acontecido na noite de ontem (6 de agosto), mas os corpos só foram encontrados por volta do meio-dia de hoje. Após matar a família, ele escreveu a palavra “ódio” com sangue na parede da cozinha da casa, onde também vivia – a mãe dele mora em Curitiba e o pai no Rio Grande do Sul.

Ainda ontem, o adolescente teria saído com o carro do avô após cometer o crime e passou em um bar, onde contou ter assassinado toda a família. As testemunhas, porém, não acreditaram no que ele havia dito. Foi somente nesta sexta que o jovem foi apreendido, após abandonar o veículo perto de um lixão e ir para a escola com a arma do avô, um calibre 32. A Polícia Militar flagrou o jovem em um ponto de ônibus após a aula, e ele logo confessou o crime.

Essa, inclusive, não teria sido a primeira tentativa dele matar alguém. Há um mês, ele já teria tentado jogar veneno no poço que abastece o distrito. Familiares afirmam que o rapaz tomava remédios controlados e era muito violento.

Por conta da revolta entre a população, a Polícia Civil não divulgou para onde o adolescente foi encaminhado.

Fonte: Bem Paraná

Comentar

vetenuo

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                   

 

blogimpakto  acervo         jornalismoinvestigativo

Desenvolvido por: ClauBarros Web