jornalista1

Policial militar e passageiro de carro são presos com fuzil, pistola e tablete de crack escondidos no veículo, na BR-373, diz PRF

PM e passageiro de carro foram presos com fuzil, pistola e tablete de crack em fundo falso do veículo, na BR-373 — Foto: Divulgação/PRF Homens foram abordados pelos agentes da PRF no trecho da rodovia em Ponta Grossa, nesta quinta-feira (2); segundo a polícia, também foram apreendidos dinheiro, anabolizante e drones.

Um policial militar e um outro homem foram presos, nesta quinta-feira (2), em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, após serem flagrados em um carro com armas e droga, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O PM, de 39 anos, conforme informado pela polícia, dirigia o carro. Ele e o passageiro, de 40 anos, foram abordados num posto da PRF.

Em um fundo falso na frente do veículo, os agentes encontraram um fuzil, uma pistola, dois drones, um tablete com dois quilos de crack, além de carregadores de munição, frascos de anabolizante e R$ 17,7 mil em espécie.

De acordo com a PRF, os dois disseram que não sabiam da presença das armas, droga e materiais apreendidos no carro.

O policial estava fardado no momento da abordagem. Ele foi preso e encaminhado por uma equipe da PM para o registro de flagrante de crime militar, segundo a PRF. O passageiro foi preso e encaminhado à Polícia Federal.

Polícia Militar vai apurar a conduta do PM

De acordo com PM informou que a conduta do policial "amolda-se, em tese, às tipificações dos crimes de tráfico internacional de drogas, tráfico internacional de armas de fogo, tráfico internacional de anabolizantes, descaminho e contrabando, previstos em legislação penal pátria, ensejando sua prisão em flagrante".

O Comando do 1° Batalhão de Polícia Militar reforçou que os valores defendidos pela Polícia Militar do Paraná são incompatíveis com desvios de conduta de qualquer natureza.

"Atentar contra estes valores é ato repudiado pela integralidade dos policiais militares, componentes desta Sesquicentenária instituição dedicada à preservação da ordem pública e ao cumprimento da lei", informou a corporação.

Ainda conforme a polícia, os fatos serão apurados na esfera judicial e administrativa, "inclusive quanto à condição de permanência do policial militar nas fileiras desta corporação".

Fonte: https://g1.globo.com/

 

Comentar

vetenuo

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

bannerdisponivel

Impakto nas Redes Sociais

                                  Saiba os benefícios de usar o LinkedIn para a sua vida profissional - IFS -  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe 

blogimpakto  acervo    csp   jornalismoinvestigativo   fundobrasil   Monitor da Violência – NEV USP   Capa do livro: Prova e o Ônus da Prova - No Direito Processual Constitucional Civil, no Direito do Consumidor, na Responsabilidade Médica, no Direito Empresarial e Direitos Reflexos, com apoio da Análise Econômica do Direito (AED) - 3ª Edição - Revista, Atualizada e Ampliada, João Carlos Adalberto Zolandeck   tpnews   naofoiacidente

procurados

Desenvolvido por: ClauBarros Web